Online agora: 4
Hoje: 224
Total: 208297
Notificação de Cursos

Notificação de Cursos

Curso de Capacitação em Psicoterapia e de Formação em Hipnose Clínica e Hipnoterapia.

Email válido para contato

Preencha caso queira ser notificado por telefone

Please wait...

História e Objetivos

O nosso primeiro website foi criado, em 1998, em um servidor gratuito. Em 2002, registramos o endereço próprio Comportamento.Net como o objetivo de ser um portal de informações sobre psicoterapia e hipnose clínica para alunos e clientes.

Com a criação de um site específico do fundador LeonVasconcelos.com, a Comportamento.Net passará a focar na divulgação de atualizações, pesquisas e eventos relevantes sobre ciências naturais, aprendizagem e modificação do comportamento.

Psicologia Naturalista e Análise do Comportamento

A primeira forma de intervenção comportamental direcionada ao tratamento de doenças, surgida no campo do conhecimento científico, foi a hipnose. Os procedimentos e modo de agir, afim de induzir a alteração e o controle do comportamento, foram ensinados a um médico, Dr Mesmer,  por um padre jesuíta, Padre Gassner.

Para utilizar o procedimento, originário das terapias religiosas na área médica, o Dr Mesmer e os seus sucessores, tiveram que quebrar a cabeça para tentar explicar como  o procedimento funcionava, sem recorrer a qualquer explicação mítica ou sobrenatural.

Este fato traçou um recorte no campo da psicologia com foco na observação e no uso de métodos naturalísticos, típicos das ciências naturais.

Podemos observar a evolução desse objetivo sendo foco de estudo de Pavlov, fisiologista descobridor do condicionamento reflexo; Thorndike, psicólogo que descobriu o ”poder das consequências” em modificar e manter os comportamentos; Watson aplicando o conhecimento experimental à clínica com humanos; e B.F. Skinner que desenvolveu uma nova filosofia e metodologia da ciência para compreender o comportamento sem recorrer a explicações metafísicas, ou idealistas.

A Medicina Comportamental

A Medicina Comportamental é um campo interdisciplinar da medicina e das ciências naturais com foco na interação entre biologia, comportamento e cultura, que estuda como os fatores emocionais, sociais, psicológicos podem afetar diretamente a saúde humana.

Ela propõe o uso de métodos comportamentais fundamentados em processos de aprendizagem, que intervêm para o alívio do sofrimento emocional e a melhora de qualidade de vida.

Eficácia Clínica x Eficácia Percebida

O diferencial clínico de uma visão naturalista (como foco nos comportamentos e não no conteúdo verbal) é que ele não se baseia apenas nos “relatos subjetivos de melhoria” dos pacientes como critério de melhoria – eficácia percebida.

As observações sempre visam a relação entre o comportamento e as circunstâncias sociais, seja do cliente frente ao terapeuta, ou fora da clínica, reagindo a outras pessoas e situações.  Essas relações denunciam aspectos e frequências de comportamentos específicos – Classes de Comportamentos Problemáticos – que são responsáveis pela manutenção do sofrimento apresentados pelos clientes – psicopatologias.

Se busca, na relação clínica, discriminar essas dificuldades não percebidas – trazer à consciência – utilizando-as como uma medida independente (das explicações subjetivas)  afim de que se possa promover a ampliação do ‘repertório comportamental’ e modificar os quadros clínicos pre-existentes  – eficácia clínica.

Este procedimento dá mais fidedignidade a psicoterapia, sendo exigido nos modelos clínicos de pesquisas mais rigorosos – terapias de 3a geração. Se busca o estabelecimento de tratamentos baseados em evidências empíricas e experimentais, e não apenas no conceitual e nas teorias dos estudos qualitativos.

Leon Vasconcelos Lopes, Psy. Msc.
é psicoterapeuta e fundador da Comportamento.Net,
tem 14 anos de experiência clínica e atuação ativa em
congressos e na comunicação científica da psicoterapia.

Fortaleza – Ceará – Brasil